(63) 3361-1166

Cuidados com gatos filhotes? Dicas para tutores de primeira viagem

Cuidados com gatos filhotes? Dicas para tutores de primeira viagem

Adotar um gato é uma delícia e a realização de um sonho para inúmeras pessoas. Os felinos são companheiros fiéis, cheios de personalidade e que enchem a vida de seus donos de felicidade. Porém, para quem está tendo um pet de primeira viagem, pode ser uma experiência diferente.

Se a sua escolha for por um filhote, é necessário ter atenção redobrada! Por serem mais frágeis e vulneráveis, os gatinhos necessitam de muitos cuidados especiais e proteção. Assim será garantido a eles muita saúde, bem-estar e uma boa adaptação.

Para os gatinhos que estão sendo adotados e acolhidos após os primeiros 45 dias de vida, existe uma fase delicada de desmame e afastamento da mãe e, por isso, a recepção no novo lar deve ser feita de forma mais confortável e feliz.

Confira dicas de como cuidar de um gatinho filhote!

Visite um veterinário

No momento em que você adota um gatinho, e antes mesmo de levá-lo para sua casa, a dica é que você consulte um médico veterinário para saber a idade aproximada do filhote e as orientações em relação à saúde. Os gatinhos devem tomar as primeiras doses de vacinas e vermifugação. Se você tem outros gatos em casa, é recomendado não colocá-los juntos pois muitos gatinhos, principalmente de origem desconhecida, podem ter doenças infecciosas que podem atingir os gatos mais jovens. Por isso a visita ao veterinário deve ser feita, para eliminar qualquer risco de doença e assim seu novo gatinho conviva de forma harmoniosa com o resto da sua nova família.

Alimentação

Ao receber um gato filhote em casa, é importante sabermos se ele foi ou não desmamado adequadamente. Em caso de gatinhos filhotes, é indicado o uso de leites artificiais que estimulam o crescimento. O uso de leite de vaca, cabra ou outros animais não é indicado, pois pode gerar diarreia nos gatos e consequentemente a desidratação, causa que gera muitas mortes em neonatos.

Se ele já está comendo ração seca, certifique-se de que ela é de boa qualidade. É preciso que a ração seja específica para filhotes, o que garante o crescimento saudável. Rações úmidas também são uma opção para dar ao filhote e estimular o organismo a consumir o alimento de forma mais sólida, desde que estejam de acordo com essa fase do gato.

Castre seu gato ainda filhote

Quando os gatos são castrados ainda filhotes, eles não costumam ter o hábito de demarcar território, os machos não desenvolvem o interesse em disputar as fêmeas e eles não fogem para cruzar. As fêmeas não ficam prenhas, eliminando assim uma gravidez indesejada e a proliferação de filhotes. Ainda há redução do risco, em quase 99%, de desenvolver tumores de mamas.

Providencie uma caixinha de areia

Uma grande vantagem dos gatos é que eles são bastante higiênicos e quando fazem as suas necessidades, eles enterram e fazem isso praticamente de forma instintiva.

Uma caixinha de areia é fundamental para estimulá-los a manter esse hábito, e é essencial manter a higiene desses objetos, fazendo a retirada da sujeira todos os dias, pois eles fazem as suas necessidades em um local limpo. Caso contrário, eles evitarão fazer suas necessidades e podem desenvolver problemas urinários.

Coloque em dia a vacinação e a vermifugação

É de extrema importância que a vacinação e vermifugação dos filhotes estejam em dia.

A primeira dose de vacinação deve ser realizada a partir dos 45 dias de vida. Deve ser aplicada a quádrupla (V4), que previne contra as seguintes doenças:

  • panleucopenia felina;
  • rinotraqueíte;
  • calicivirose;
  • clamidiose.

Para filhotes, ela é aplicada em dose tripla, com espaços de 21 dias entre cada dose. Também deve ser oferecida a antirrábica em dose única.

A vermifugação, deve ser feita ao completar 15 dias de vida, e repetindo o protocolo mês a mês, até completar os 6 meses de vida.

Eduque seu gato

Normalmente os gatos costumam ser mais independentes que os cachorros, mas isso não significa que não se tratam de pets inteligentes que devemos educar para que a convivência em casa seja a desejada.

São animais de estimação que aprendem todos os tipo de ordens, por esse motivo não devem deixar de se exercitar mentalmente e fazer com que aprendam as ordens básicas de convivência como por exemplo utilizar a caixa de areia e o seu arranhador.

Com paciência e reforço positivo conseguirá ensinar-lhe tudo o que quiser.

Este artigo foi útil para você? Seu feedback é muito importante para nós. Deixe seu comentário, curta, compartilhe e assine a nossa newsletter!

Casa dos Animais
atendimento@casadosanimais.pet

(63) 3361-1166

Rua Tocantins, n. 329, Quadra 25, Lote 01, Centro - Paraíso do Tocantins - TO - 77.600-000